Palesta sobre Microsoft Open Source no FLISOL de Marília

Hoje foi dia de Global Azure Boot Camp, um evento sobre Azure realizado no mundo todo, no mesmo dia. Mas eu tive outra missão este ano, falar sobre Microsoft open source em um evento de software livre, o FLISOL.

Falar de Microsoft Open Source parece ser algo inimaginável, mas é a pura realidade e hoje mostrei isto na palestra em Marília. Fico muito feliz que tenham gostado da apresentação e principalmente entendido que a Microsoft mudou e muito!

Gostaria de agradecer aos professores Caio, Leonardo e Fabio pelo convite e, como sempre, pela excelente recepçao! Muito obrigado!

Prepare-se para uma nova Microsoft!

Os slides do evento estão no meu SlideShare e as fotos no Facebook.

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

CodeCracker 1.0

Depois de um longo tempo e muito trabalho, temos o oriulho de anunciar a versão 1.0 do CodeCracker, uma das mais populares ferramentas para análise estática de código do mercado, e totalmente free e open source.

Só relembrando, Análise Estática de Código, é o fato de conseguirmos analisar seu código direto no editor, sem a necessidade de compilar. Com o compilador Roslyn (.Net Compiler), que veio junto com o Visual Studio 2015, se tornou possível escrever códigos (analisadores e fixers) que atuam no fluxo da compilação, pois o Roslyn atua como “Compiler as a Service”, um serviço de compilação que podemos consumir.

Falando do CodeCracker, este projeto começou em novembro de 2014 com 3 MVPS: Carlos dos Santos (eu), Giovanni Bassi e Elemar Junior. Nós iniciamos este projeto com o intuito de aprender Roslyn, e ralamos muito pois nesta época quanse não existia documentação ou exemplos sobre Roslyn. Conforme fomos trabalhando, começamos a receber ajuda de outros desenvolvedores ao redor do mundo, criando tarefas, detectando bugs e implementando código.

Somo gratos a todos estes desenvolvedores e colaboradores, sem eles este projeto não teria se tornado realidade. Para nós é uma felicidade enorme ver que este projeto tomou proporções mundiais, sendo utilizado inclusive pela Microsoft em algumas demonstrações e eventos. Mais felizes ainda pelos feedbacks que recebemos quase diariamente no projeto, o que nos dá mais vontade de criar mais analisadores e fixers!

O projeto não acaba aqui não, esta é somente a versão 1.0, temos muitas tarefas para serem desenvolvidas e muitas novas funcionalidades a serem criadas, O CodeCracker é um projeto que a todo momento recebe solicitações de funcionalidades e melhorias! E se você ainda nào está colaborando, começe agora mesmo!

Para conhecer um pouco mais do projeto, veja este vídeo que gravamos para o Channel 9.

Quer colaborar com o projeto, acesso o GitHub agora mesmo!

A a nossa versão 1.0 está descrita aqui!

Abraços e até a próxima.
Carlos dos Santos.

C# Interativo (REPL)

Alguma vez você já pensou em testar aquele trecho de código sem precisar compilar toda a solução ?

Acho que este é um sonho de vários desenvolvedores. Será que dá para executar só aquele “pedacinho” do código ? Normalmente você tem que executar o codigo todo e fazer um braek point e depois rodar o debug sem parar, ou mais ainda, quem de nós que nunca criou um programa console só para testar um trecho de código ?

Bom, para acabar com este sofrimento, o Visual Studio introduz uma funcionalidade de C# interativo ou REPL (read-eval-print-loop), como é também conhecido, e que nada mais é do que um shell de execução interativa para a linguagem.

Vamos a um exemplo prático, mas você precisa ter o Visual Studio Update 1 ou Update 2, no meu caso estou com o Update 2.

Vou criar um programa Console em C# para trabalharmos com o exemplo, mas você pode executar em qualquer projeto C# ou VB:

image

Após criar a solução, vamos abrir o console interativo:

image

Feito isto, teremos o console na parte inferior da IDE do Visual Studio:

image

Aqui podemos fazer várias coisas, como por exemplo escrever um código qualquer, que será executado imediatamente, por exemplo:

image

Veja que eu criei uma lista e depois adicionei dois elementos. Ao final digitei “lista.Count” e o resultado está na tela! Simples assim!

Agora vamos imaginar que você já tenha um código e queira testá-lo no modo interativo. Mais simples ainda, basta selecionar o trecho do código e clicar com o botão direito do mouse, escolhendo a mesma opção “Execute in Interactive”:

image

O resultado será a mesma janela do modo interativo, mas com o seu código carregado:

image

Logicamente que códigos mais complexos também podem ser utilizados. Vamos então fazer um exemplo acessando um banco de dados de modo totalmente interativo:

> #r "System.Data.dll"
> using System.Data.SqlClient;
> var conexao = new SqlConnection("data source=(local); initial catalog=northwind; integrated security=true");
> conexao.Open();
> conexao.Database
"northwind"
> conexao.Close();
>

Na primeira linha estamos carregando a DLL System.Data para o contexto do compilador interativo e após isto temos o código para se conectar no SQL e por fim estou apenas mostrando o nome do banco de dados.

Acredito que agora vocês estão imaginando as possibilidades!!!

PAra complementar, neste link tem um guia várias informações interessantes que podem complementar seu estudo!

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

Desenvolva com Microsoft sem gastar dinheiro

Ola pessoal,

Esta semana tivemos fortes emoções no mundo Microsoft durante o evento Build. Foram tantos anúncios que levaremos semanas para entender tudo que aconteceu e principalmente o que vai acontecer daqui para frente, mas resumindo em poucas palavras: Muita coisa agora é open source, de graça mesmo!

Nesta onda de ferrmentas gratuitas e open source, gostaria de apresentar a vocês o portal Visual Studio Dev Essentials:

image

Bom, mas o que tem de tão especial neste portal ? Simples, todas as ferramentas que você precisa para desenvolver uma aplicação, vamos ver como funciona ?

Primeiro acesse o portal, clicando em “Ingressar agora”, coloque seu live ID e senha:

image

E pronto, veja a quantidade de softwares disponíveis:

image

Se você clicar em Download, verá uma lista separada por tipos de ferramentas:

image

E você pode ter acesso tambem ao SQL Server Developer Edition, que agora é FREE:

image

E não podemos esquecer do Xamarin, que a partir de agora também possui versões gratuitas:

image

Como eu disse no facebook, este é o começo de uma nova era para desenvolvedores, fique atento pois muita coisa está mudando!

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

Sua aplicação web está online neste momento ?

Esta é realmente uma pergunta complicada não acham ? Como determinar se minha aplicação está funcionando, sem ficar olhando para ela ?

Existem várias maneiras de resolver este problema, mas vou mostrar como monitorar isto usando o Application Insights do Microsoft Azure.

É bem simples, vamos lá! Abra o portal do Azure: http://portal.azure.com com seu usuário e senha, caso não tenha um, basta criar uma conta trial.

Dentro do portal, vá em Application Insights:

image

E depois clique em Add. Na tla seguinte preencha com o nome do seu monitoramento e no tipo de aplicação selecione o que se encaixa melhor. No nosso exemplo, vou escolher “Asp.Net web application”. Existem vários tipo de aplicação pois além de monitorar se sua aplicação está no ar, você pode colher dados valiosos de telemetria sobre o uso e comportamento de sua aplicação, mas isto fica para outro post. Dados preenchidos, clique em “Create”.

image

Em alguns instantes o portal será criado e listado:

SNAGHTML552d3c

Veja que temos muitas opções de monitoramento:

image

Mas vamos nos concentrar no Availability:

image

E agora vamos adicionar um Web Test bem simples fazendo um ping:

image

Veja que podemos fazer “ping” de várias localidades, o que é bastante útil. E além do ping, podemos enviar notificações por email, configurando os Alertas:

image

Feito isto, confirme as opçòes e já podemos testar o serviço! Se a sua aplicação apresentar indisponibilidade, um email será enviado para você e todos estes dados serão armazenados no portal do Azure, o que permite fazermos muitas análises destas informações!

Aqui está um exemplo do portal:

image

E do email:

image

Aqui tivemos apenas uma pequena amostra do que é possível fazer com o Application Insights, mas posso garantir que existem dezenas de outras telemetrias que podem ser feitas. Aproveite e começe a explorar agora mesmo!

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

CodeCracker no Channel9

Fala galera,

Gostaria de compartilhar com vocês um vídeo que acabou de entrar no Channel9 sobre o projeto CodeCracker.  Neste vídeo nós falamos um pouco do projeto, como contribuir e principalmente, como usar!

Lembrando que você precisa do Visual Studio 2015 para poder trabalhar com o CodeCracker, pois ele é baseado no compilador Roslyn.

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

Visual Studio MarketPlace

Olá pessoal,

Você ja teve aquele necessidade de instalar uma extensão para o Visual Studio e não sabia onde começar a procurar ? Bem, para resolver isto a Microsoft criou o Visual Studio Marketplace, que tem o objetivo de centralizar extensões e assinaturas do Visual Studio.

Para acessar, entre no site https://marketplace.visualstudio.com/, mas vejam que não é somente para o Visual Studio que existem extensões…

image

Existem também para o Visual Studio Team Services (anteriormente conhecido como Visual Studio Online), para o Visual Studio Code (editor de código multi plataforma) e também um link para você fazer assinaturas da plataforma Visual Studio.

Dentre as muitas extensões que existem no MarketPlace, vou destacar algumas que acho muito legais:

  • WebEssentials – pacote de ferramentas para desenvolvedores web;
  • GitHub extension – extensão para você gerenciar seus códigos do GitHub de dentro do Visual Studio
  • Cloud Explorer – ajuda a administrar os recursos do Azure
  • Node.JS tools – ferramentas para Node.JS
  • Open Command Line – esta extensão permite abrir o diretório do seu projeto usando o prompt ou PowerShell, muito útil !!!
  • Code Search para VSTS – faz buscas dentro do seu código fonte, direto no repositório do TFS

Bom, estas são apenas algumas, entre no site e dê uma olhada nas diversas extensões!

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

Entity Framework PowerTool no Visual Studio 2015

Olá,

Se você usa bastante o EF CodeFirst como eu e já está no Visual Studio 2015, deve ter sentido falta do EF PowerTools. Infelizmente ele ainda não foi portado para esta versão do Visual Studio.

Mas calma aí, existe uma maneira de instalar a versão atual no VS 2015. Para isto, primeiro baixe o componente da Visual Studio Galery. Veja na imagem abaixo que ele não suporta o VS 2015:

image

Agora vem o truque…

Não sei se vocês sabem, mas o aqrquivo VSIX é na verdade um arquivo ZIP, então vamos renomear o arquivo baixado para .ZIP e depois vamos extair o conteúdo no mesmo diretório, ficando assim:

image

Agora vamos abrir o aqrquivo “extension.vsixmanifest”, pois é nele que estão as versões suportadas do Visual Studio. Com o arquivo aberto vamos adicionar as linhas, logo abaixo do bloco da versão 12.0:

<VisualStudio Version="14.0">
     <Edition>Pro</Edition>
</VisualStudio>

Altere o arquivo e salve-o, ele vai ficar assim:

image

Agora só precisamos compactar tudo novamente. Vamos fazer isto colocando o nome de EFPowerToolsVS2015.zip. Não se esqueca de apagar o arquivo original antes (o que renomeamos para ZIP). Agora teremos a seguinte lista de arquivos:

image

Para finalizar renomeie o arquivo .ZIP para .VSIX e clique para instalar!

Pronto, agora você tem o Entity Framework PowerTools funcionando no seu Visual Studio 2015!

Se você não quiser realizar os passos acima, cliquei aqui e baixe o arquivo VSIX pronto!

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

Aula no Student to Business Maringá

Olá pessoal,

Este último sábado (12/12/2015) tive a felicidade de participar do Student to Business (S2B) em Maringá, ministrando uma aula sobre Aplicações Móveis e Azure. Foi muito legal poder conversar com uma galera jovem e entusiasmada com tecnologia. Realmente muito gratificante!

Fio um conteúdo muito denso, mas espero que tenham conseguido pegar a essência, pois o tempo foi muiti curso. Falamos sobre uso do Azure para Mobilidade, publicação de Apps no DevCenter, Telemetria usando Insights e muito mais!!!

Gostaria de agradecer ao Clodoaldo Assis pelo convite para a aula e também ao Jamil Lopes pela oportunidade que tive em montar todo o material para o curso de desenvolvimento. Apesar do prazo muito curto, foi muito legal.

Vejam as fotos aqui.

O material que desenvolvi para o S2B está disponível no MVA neste link.

Abraços e até a próxima,
Carlos dos Santos.

GitHub–Boas Práticas

Pessoal,

Durante o último MVP Summit, em Redmond nos Estados Unidos, tive o prazer de gravar um vídeo (em inglês) com o Phill Hack e mais alguns MVPs e RDs sobre boas práticas em projetos open source no Github. Se você trabalha com GitHub ou com projetos open source, vale a pena assistir ao vídeo e entender um pouco mais do que é praticado mundo afora!

O link para o vídeo é este aqui.

Abaços,
Carlos dos Santos.